20130316

Papa proíbe Cardeal acusado de encobrir casos de pedofilia de frequentar Basílica

Vaticano - O papa Francisco teve um embaraçoso encontro nesta quinta-feira, na Basílica Santa Maria Maior com o cardeal Bernard Law, acusado de ter encoberto cerca de 250 padres pedófilos entre 1984 e 2002, quando foi arcebispo da diocese de Boston (EUA) 
O jornal italiano "Il Fatto Quotidiano" publicou nesta sexta-feira que Francisco comentou aos que lhe acompanhavam: "Não quero que (o cardeal) frequente esta Basílica".Em seu primeiro dia de pontificado, Francisco visitou nesta quinta Santa Maria Maior, onde mora  o cardeal aposentado, de 82 anos, que estava no local no momento, segundo reconheceu depois o porta-voz da Santa Sé, o jesuíta Federico Lombardi.
O cardeal Law, é arcipreste (presbítero mais antigo) emérito da Basílica Santa Maria Maior e, após os casos de pedofilia que teria encoberto, abandonou o cargo de arcebispo de Boston.
"O cardeal Law estava presente em Santa Maria Maior como arcipreste emérito e viu o papa, depois cumprimentou Francisco e continuou seu caminho", relatou Lombardi.
As informações são da EFE 

Compartilhar:

0 comentários:

Postar um comentário