20130919

Entrevista Dom Roque Costa Souza

Sua Excelência Reverendíssima
Dom Roque Costa Souza.
Hoje é uma data especial para o Catolics Nerds! É o dia em que apresentamos a vocês a primeira entrevista com um membro do Episcopado Brasileiro: Sua Excelência Reverendíssima Dom Roque Costa Souza (fratres in unum) Bispo Titular de Castellum Medianum  e Bispo Auxiliar de São Sebastião do Rio de Janeiro - RJ, Nascido em 19 de Agosto de 1966 é Carioca, foi ordenado Sacerdote em 18 de Junho de 1994, no dia 09 de Maio de 2012 foi nomeado Bispo sendo ordenado em 23 de Junho de 2012 na Catedral de São Sebastião e tendo como Celebrante Principal Dom Orani João Tempesta, O.Cist.


Catolics Nerds: Quando o senhor sentiu o chamado ao Sacerdócio?  
Dom Roque Souza:  Eu tinha uns 11 anos de idade, fizera a Primeira Eucaristia quando me questionei sobre a vocação sacerdotal.  Somente aos 19 anos voltei a pensar na vocação e, assim, iniciei a caminhada vocacional, procurando o Seminário São José para um acompanhamento iniciando o grupo vocacional arquidiocesano e, depois fiz alguns encontros no grupo vocacional dos franciscanos e dos verbitas. O meu discernimento durou uns 3 anos.  Iniciei a faculdade de filosofia no Seminário São José e depois ingressei no Seminário aos 22 anos.  O momento forte do discernimento foi participando de uma ordenação sacerdotal na Catedral Metropolitana em 1985. Era a ordenação de uma vocação de minha comunidade de origem.

Catolics Nerds: Como a vossa família reagiu ao seu desejo de se tornar Sacerdote?
Dom Roque Souza:  Minha família só tomou conhecimento que iria ingressar no Seminário 1 mês antes de entrar.  Fiz o discernimento no silêncio sem muita gente saber.   Tinha receio que não aceitassem.  Quando anunciei aos meus pais, muito pelo contrário, aceitaram muito bem a minha decisão de ingressar no seminário.

Catolics Nerds: Quem Foram as suas inspirações na vida religiosa?
Dom Roque Souza: A convivência com os sacerdotes religiosos de minha paróquia muito me ajudou o despertar vocacional e, também, os livros de Pe. Zezinho. O Beato João Paulo II marcou muito o meu discernimento vocacional após a sua primeira vinda ao Brasil. Incentivado por uma prima, retornei aos poucos ao convívio da comunidade paroquial, indo às missas dominicais.

Catolics Nerds: Se o senhor não fosse chamado ao Sacerdócio seguiria outro caminho na Igreja? Seria Leigo Consagrado?
Dom Roque Souza: O meu primeiro desejo era de consagração. Ficava impressionado com a vida dos monges do Mosteiro de São Bento. Quis ser monge.  Mas, as portas do Seminário diocesano se abriram primeiro. Durante o período de formação, pensei em ser missionário. Aos poucos, meu coração foi se aquietando e, então, descobri a minha missão diocesana.  Respondendo: eu seria um Leigo Consagrado, sendo esta a vontade de Deus para melhor ama-lo e servi-lo na missão da Igreja.

Catolics Nerds: Quais os caminhos para uma vocação realmente realizada?
Dom Roque Souza: Vida de oração intensa, leitura assídua da Palavra de Deus, retiro espiritual, convívio fraterno, formação permanente.
Brasão Episcopal de Sua Excelência Reverendíssima
Dom Roque Costa Souza.

Catolics Nerds: Como é feita a escolha de um Bispo? Quais os requisitos para isso?
Dom Roque Souza: A escolha de um bispo é um longo processo que se passa por um período de indicações e consultas.  O candidato não toma conhecimento de que seu nome está sendo apresentado ao Sumo Pontífice até o momento que é enviada a pergunta se aceita a nomeação episcopal.
O candidato, normalmente, responde a Nunciatura Apostólica e, em seguida, inicia-se o processo de publicação que pode levar alguns dias; escreve uma carta de próprio punho ao Santo Padre, agradecendo a nomeação etc. Até esta data, poucas pessoas sabem e devem guardar segredo. 

Catolics Nerds:  Como foi a escolha de vosso lema Episcopal e do vosso Brasão
Dom Roque Souza: Recebi a notícia dia 03 de maio. Escrevi a carta de aceitação ao Santo Padre no dia seguinte para que fosse publicada no dia 09 de maio. Iniciei, no silêncio e na oração, o discernimento sobre o meu lema episcopal.  Escolhi o lema refletindo sobre a minha caminhada vocacional. Lendo o salmo 133 durante esses dias veio a inspiração.  “Habitare fratres in unum”, na forma mais elegante, “Fratres in unum”.  O tema da unidade faz uma indicação ao meu Arcebispo Dom Orani João Tempesta (“Ut omnes unum sint”).  Eu rascunhei uma ideia do brasão com os símbolos e escutei as opiniões dos amigos, sendo definido: a cruz de Santo André, modelo igual do brasão dividido em 4 partes, em homenagem ao Cardeal Eugenio Sales  que me ordenou sacerdote em 1994; a concha do peregrino (batismo) igual a de Bento XVI, o Papa que me nomeou. A estrela – Maria, estrela da evangelização, os lírios – São José, e as chaves de São Pedro – Irmandade de São Pedro – Os dois locais aonde exerci o ministério sacerdotal – Reitor e Provedor.
Resumindo: A evangelização nos leva a viver o mistério da encarnação do Verbo e dizer sim como Maria. Pelo batismo somos configurados a Jesus Cristo e enviados em missão.  Assim, iniciei a minha missão sacerdotal como formador do Seminário Menor São José, fui enviado em missão (Paróquia, Capelania Militar, Irmandade de São Pedro, Casa do Padre...).   Aceitei a missão de retornar ao Seminário Maior e exercer a missão de Reitor, concluída até o momento da ordenação episcopal.

Catolics Nerds:  Como é ter uma responsabilidade tão grande de ser pastor? E qual a sua maior alegria desde que deu seu sim a sua vocação?
Dom Roque Souza: O rebanho é de Deus.  Eu sou uma ovelha que aceitou os cuidados do rebanho do Bom Pastor. Diariamente, peço a Deus para ter um coração segundo o coração do Bom Pastor que veio para servir e dar a vida por suas ovelhas.  Minha maior alegria é servir.

Catolics Nerds:  Qual a sua opinião sobre a evangelização nas redes sociais?
Dom Roque Souza: É um espaço que precisa ser mais aprofundado e que não pode excluir o mundo real. Quantas pessoas eu alcanço em frações de segundo numa simples mensagem que envio. Confesso que não me dedico muito em estar nas redes sociais, sobretudo facebook e twiter. As poucas vezes que compartilho alguma mensagem percebo o alcance que tem.  Quero me dedicar mais seriamente a esse púlpito. 

Catolics Nerds:  O que os Bispos esperam da Reforma da Cúria?
Dom Roque Souza:  Desculpe-me mas não sei dizer, pois não posso expressar a opinião em nome de todos. 

Catolics Nerds:  Procede a informação do Cardinalato de Dom Orani? Qual a importância desse momento para a porção do Povo de Deus presente na Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro?
Dom Roque Souza: Em nota da Arquidiocese explica melhor essa informação. Trata-se de um boato “saudável”. Aguardamos o cardinalato de Dom Orani, mas vamos fazer a festa depois da publicação.  A arquidiocese do Rio de Janeiro é uma sede cardinalícia. É muito importante para todo o Brasil esse privilégio. 

Catolics Nerds:  Após pouco mais de um mês do fim da JMJ qual o saldo para a Igreja no Brasil da JMJ?
Dom Roque Souza: Foi um momento maravilhoso a JMJ na Igreja no Brasil e no Mundo.  Nós não temos noção de tudo que foi gerado na preparação, quiçá o que essa semeadura irá trazer para a Igreja.  O Papa Francisco conquistou o nosso coração.  Escutamos pelas ruas as pessoas comentando sobre a JMJ. Na segunda, pós-jornada, entrei numa loja e o vendedor viu o pin da JMJ e comentou o número de pessoas que circulou e, ainda, circula pelo shopping.   Pessoas de outras religiões curtindo os efeitos da JMJ no Rio de Janeiro.   O saldo é muito positivo. 

Catolics Nerds: A que o senhor deve a grande procura dos jovens pelo discernimento vocacional? E como é possível avaliar se a pessoa tem ou não vocação? É feita alguma seleção com base em algum critério?
Dom Roque Souza: A nossa fé é um dom de Deus e somos chamados a testemunhar. Muitos jovens são tocados pela graça de Deus e se sentem chamados a trabalhar na causa do evangelho.  A Igreja tem que acolher e conduzir o discernimento do vocacionado. Há alguns critérios que nos oferecem uma base frente às exigências para o exercício do sacerdócio ministerial e à vida religiosa a serviço de todo Povo de Deus.  Esses critérios são os evangélicos: a caridade é uma exigência vital para seguir Jesus.   A Igreja, na imagem paulina de ser o Corpo Místico de Cristo, reconhece os diversos dons e carismas. Cada membro diferente um do outro, mas igualmente importante. Quando falamos de uma vocação especifica, oferecemos na Pastoral Vocacional o encontro com o discernimento provocado pelo Espirito Santo para cumprir a missão que Jesus confiou a sua Igreja.

Catolics Nerds: Excelência muito obrigado pela honra de nos conceder essa entrevista! Qual a mensagem que o senhor gostaria de deixar a nosso leitores?
Dom Roque Souza:  Estamos vivendo este belíssimo tempo no Ano da Fé, aberto por Bento XVI e continuado com o nosso atual Papa Francisco.  A Jornada Mundial da Juventude marcou-nos profundamente na experiência do evangelho.   Somos enviados a fazer discípulos e, cada um, no seu espaço e no seu tempo, deve conhecer intimamente a Jesus, segui-lo fielmente.   Ele que nos chamou é fiel e agirá na medida que estivermos com o coração aberto.  Jesus está à porta e bate, ouçamos a sua voz e permitamos que entre.  Como Maria, a virgem que sabe ouvir, coloquemos em prática a Palavra de Deus.


Por: Mauricio Gil Cavalcanti [Catolics Nerds] 
        Com a colaboração do Espaço Vocacional
Fotos: Acervo Pessoal Dom Roque Costa Souza. [Todos os Direitos Reservados]

*Permitida a reprodução da entrevista desde que citada a fonte


Compartilhar:

Um comentário: