20131001

Caminhada em defesa da vida no RJ - Vem Pra Rua

Shalom, queridos leitores!

Vou começar me apresentando porque esse é o meu primeiro artigo aqui no Nerds. Sou Suellen Espósito, tenho 18 anos, sou carioca, curso Nutrição na UFRJ e faço parte da Obra da Comunidade Católica Shalom.

Escolhi uma causa nobre para o meu primeiro artigo: a vida! Sim, em tempos de modernismo, a vida vem sendo cada vez mais desvalorizada. Nós, católicos, cremos na dignidade da vida humana desde a concepção, que acontece na fusão do espermatozóide com o óvulo (o que acontece? Há a fusão dos núcleos dos dois gametas no óvulo, gerando o zigoto). A partir desse momento, o material genético do que será, posteriormente, um bebezinho já entrará em ação para desenvolver o embrião na barriga da mãe. 

Qualquer estudante iniciante de Embriologia, tipo eu, consegue perceber quão difícil é acontecer uma fecundação e, por isso, quão preciosa é a vida humana. Só pra ter uma ideia: o espermatozoide precisa sair do homem, ser depositado na mulher, enfrentar um pH super ácido na vagina, enfrentar o sistema imunológico da mulher, passar por uma capacitação e estar no momento certo e na hora certa na tuba uterina para encontrar o óvulo (tem que nadar muito!). Perfeita criação de Deus!

Mas aí vem um “Católicas pelo Direito de Decidir” ou um “Dr.” Dráuzio Varella da vida para dizer que o óvulo fecundado não passa de um amontoado de células... Pode parar! Ou nós também não somos um amontoado de células?

Então nós, cientes da preciosidade da vida humana, decidimos lutar por ela! Fazer o governo ouvir a nossa voz! Preservar a dignidade de quem ainda não nasceu! Engraçado... Não sei vocês, mas alguém já viu um abortista que não tenha nascido?

Finalmente, convido e animo a todos os conterrâneos a comparecerem na Caminhada em Defesa da Vida aqui no Rio de Janeiro. A concentração será às 9h da manhã na Candelária, sábado agora, dia 05/10. A Caminhada não tem teor religioso, ou seja, lutaremos juntos aos nossos irmãos de outros credos, mas por uma mesma razão: o direito de outros receberem o mesmo que nós – o dom da vida!


Levem seus pais, filhos, parentes, amigos... Curtam e compartilhem essa ideia! Levem também seus cartazes! Afinal, estamos juntos! 

Por: Suellen Espósito
Compartilhar:

0 comentários:

Postar um comentário