20140120

Modéstia: A Virtude das moças de Deus

Maria Alice Gomes Sarcinelli - Arquivo Pessoal
O que é Modéstia? Está aí uma pergunta difícil de se responder, mas com bastante humildade neste artigo tentarei solucionar a questão.  A modéstia é uma bela virtude que, infelizmente, com os ares da modernidade,  desapareceu quase por completo. Contudo, a Mãe Santíssima não deixa de tocar o coração de suas filhas e nos últimos tempos voltou a surgir uma onda de moças que adotam com tudo esse comportamento, mesmo com o preconceito, pois confiam na graça.
Como todas as demais virtudes, esta se origina de virtudes maiores, neste caso a da temperança. A virtude da temperança consiste em autocontrole e equilíbrio . Na Bíblia, em Gálatas (5,22-23), esta virtude está aliada aos frutos do Divino Espírito Santo: “O fruto do Espírito é caridade, alegria, paz, paciência, afabilidade, bondade, fidelidade, brandura, temperança. Contra estas coisas não há lei.
A temperança se ramifica em varias virtudes menores, entre elas a modéstia, que não está atrelada somente ao modo de se vestir, mas envolve outras áreas, se ramificando em  5 , conforme a explicação dada pelo Sacerdote Padre Paulo de Azevedo Junior em seu Programa ao Vivo na data 21/05/2013
A primeira delas é a humildade: Trata-se da virtude que serve para moderar os impulsos humanos para as grandes coisas, não nos tornando assim soberbos. A segunda, estudiosidade, é uma virtude que moderará o desejo do conhecimento para que não nos tornemos curiosos. A terceira é a modéstia corporal, que não é o tipo de roupa que se usa, e sim a forma de portar o corpo, para não ser exagerado e nem grosseiro . A quarta é a eutrapelia, virtude que modera a diversão, para que não vivamos a vida de uma forma tola nem carrancuda. E a quinta é a virtude da modéstia em relação aos adereços (roupas) onde nós iremos nos aprofundar mais neste artigo .
Não podemos cair nos 3 vícios por exagero que adentram neste aspecto:  A vaidade, que consiste no excesso de adornos para chamar a atenção para si mesmo, configurando numa falta de amor próprio; O segundo vicio é a sensualidade, que consiste em mostrar de forma exagerada o corpo, quando devia ser guardado para seu próprio marido; Já o terceiro vício é a preocupação extrema com as pequenas coisas na sua forma de vestir, um zelo excessivo.
Não podemos cair também em dois pecados por defeito: A negligência seria o primeiro, para ser modesta não há a necessidade de parecer  mal-cuidada e despenteada. O segundo é a deselegância, para ser modesta não precisamos nos tornar feias, precisamos mostrar de uma forma honesta a beleza da mulher.
O centro chave para as mulheres de Deus é descobrir a forma honesta e elegante de se realçar a beleza natural e feminina da mulher. Não será mostrando o seu par de coxas que irá conquistar um bom marido, mas mostrando seu belo rosto de uma forma alinhada e elegante.  O segredo está em juntar a Modéstia corporal com a Modéstia nos adereços e ter como aliada principal a elegância.
Muitas pensarão: "Isso é impossível", ou "há um excesso de puritanismo nisso", "não quero parecer uma velha". Digo para estas que ao adentrar esse novo mundo, logo, logo tais tabus serão derrubados e verão o quanto há charme e elegância na modéstia. É difícil neste mundo  onde as roupas transparentes dominam. Mas cá entre nós: Se fosse fácil não teria graça, né?
Convido a todas que leram esse artigo a se a aventurarem mais nesse mundo lindo, assistindo esta aula: http://www.padrepauloricardo.org/episodios/modestia-como-as-mulheres-devem-se-portar-parte-1
E para as que estão interessadas em  ver opções de roupas modestas , criarei um blog e logo posto o link aqui.
Um Beijinho

 Por: Maria Alice Gomes Sarcinelli
Correspondente do Católics Nerds Vitoria ES

P.S.: A modéstia serve para homens também.
Compartilhar:

Um comentário:

  1. Parece que estamos em sintonia. Há alguns dias eu falava do "piedoso uso do véu" e foi o artigo do dia, hoje eu conversava com uma moça no Face dizendo que a modéstia é uma ferramenta em defesa da mulher e do homem que se veste modestamente e um ato de caridade para com quem está próximo, para com quem vê.

    ResponderExcluir