20140210

Memórias de um Ex-Apóstata V

Após o término do estudo do Pentateuco, retornei algumas semanas e nessas na qual me mantive afastado das leituras da Bíblia, peguei outras referências de leitura e fui alimentando-me de novas empreitadas. As leituras da obra histórica deuteronomista se seguiram até de forma rápida pois era um material mais contundente baseado em relatos, não tão somente seriam conhecidos como as obras históricas.
As leituras de Josué, Juízes, os dois livros de Samuel e os dois livros de Reis criam um relato, cuja precisão de continuidade é incerta, mas há uma manutenção histórica onde a história do Povo de Deus traça sua saga desde a conquista da Terra Prometida até seu exílio em Babilônia. Estes livros são bastante interessantes e trazem uma definição praticamente reta, apesar do dinamismo, que é que sem fidelidade divina não há salvação, nem as benquerenças e sim a maldição. A bênção só pode ser alcançada mediante ao acordo da sagrada e eterna aliança.
Os livros de Crônicas, que se seguem, vistos como Paralipômenos, tratam  tal material como uma espécie de anexação complementar aos textos que foram escritos nos livros de Samuel e de Reis, pois haviam relatos que não foram plenos nos livros anteriores que careciam de maior profundidade ou que precisavam ser melhor explicados.
Mas a partir dos textos de Esdras e Neemias que você começa a contemplar uma imagem do povo de Deus conhecendo o tempo posterior ao exílio na Babilônia, frisando que havia a necessidade de reestruturar toda a comunidade que se manteve mesmo com todas as intempéries então sofridas.
Depois, graças a algumas pausas e ponderações, pensei que meu pai pudesse ajudar com a leitura dos modelos de fé e de vivência, que dada a importância tamanha de seus exemplos, foram livros narrativos: Que são os de Ester, Judite, Rute e Tobias. Lembrando o nível das situações difíceis passadas pelos judeus fora de sua terra.
Eu lembro que foram meses realizando essa trajetória de forma mental para poder organizar as idéias positivas e negativas que fui juntando graças à leitura e consegui finalizar os livros históricos com os livros deuterocanônicos dos Macabeus que falam a resistência dos judeus contra a doutrina helenista que tinham o intuito de desintegrar a história do povo.

Eu finalizei esses textos, ainda que condenados pela bíblia Luterana, por serem apócrifos, com uma idéia de que a injustiça parecia que era um pretexto a existir mas não era algo restrito aos judeus pois ao longo do tempo, as caçadas as civilizações extintas pareciam ser bem comuns pela caminhada do tempo da história da humanidade.

Por: Leon Bravo
        Colunista do Catolics Nerds Rio de Janeiro - RJ 
Compartilhar:

0 comentários:

Postar um comentário